sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Projeto do MPF debate riscos da internet com profissionais da Educação e Saúde no Vale do Taquari

    O Auditório do Sicredi Região dos Vales, do município de Encantado, sediou, no dia de ontem (22), a oficina “Mundo digital: dialogando sobre uso ético, seguro e responsável”, projeto do MPF -Ministério Público Federal-, SaferNet e suas parcerias:  3ª CRE, SMED de Porto Alegre e Prefeituras Municipais do Vale do Taquari.
      O evento envolveu aproximadamente 500 profissionais relacionados as áreas da Educação, Saúde, Assistência Social e Jurídica dos 35 municípios da região do Vale do Taquari, com intuito de incentivar esses profissionais a serem multiplicadores do bom uso da internet orientando crianças e jovens.
     O projeto “Mundo digital: dialogando sobre uso ético, seguro e responsável” tem o objetivo de ampliar os diálogos em relação à segurança digital e estabelecer redes de compartilhamento de saberes nas comunidades, trazendo à frente, como idealizadoras, a Procuradora da República do Estado, Jaqueline Ana Buffon e a educadora da rede municipal de ensino de Porto Alegre, Adrialda Fátima Sfoglia Lorenzi.
      Uma das pautas da programação contou com a explanação do psicólogo Rodrigo Nejm, da SaferNet (Brasil), que apresentou um panorama sobre as principais vulnerabilidades on-line e estratégias pedagógicas: ciberbullyng, sexting, nudes, aliciamento, rastros digitais, reputação, crimes de ódio.
      Conforme a Procuradora, devido ao aumento de problemas de uso da internet, o MPF se uniu à SaferNet e iniciou o projeto ‘Ministério Público pela Educação Digital nas Escolas’.
       Na oportunidade foi lançada a proposta para as entidades ali presentes desenvolverem atividades com suas comunidades e agendaram para o dia 4 de maio próximo, a socialização dos trabalhos, que será no município de Relvado. A escolha do município se deu porque a Escola Estadual Plácido de Castro, da área de abrangência da 3ª CRE, venceu o Prêmio Logus RBS TV, no ano de 2016, com um projeto de integração digital de jovens e idosos.
     Para a Coordenadora Profª Greicy Weschenfelder, esta parceria envolvendo Educação, Saúde, Assistência Social e Jurídica é de extrema relevância, pois o tema do projeto precisa ser trabalhado nas escolas. “É uma ferramenta que vem a contribuir e esta parceria, mais uma vez, saiu do papel e vai auxiliar a rede pública estadual”, conclui.




Texto e fotos 3ª CRE

Nenhum comentário:

Postar um comentário