quinta-feira, 5 de maio de 2016

1º ENCONTRO DE FORMAÇÃO CONTINUADA PARA DOCENTES DA EDUCAÇÃO ESPECIAL CONTA COM PRESENÇA DA SEDUC

A Escola Estadual de Educação Básica Vidal de Negreiros, de Estrela, sediou, na tarde desta quinta-feira, 05, o 1º Encontro de Formação Continuada para Docentes da Educação Especial, da 3ª Coordenadoria Regional de Educação. 

Coordenadora da 3ª CRE Greicy Weschenfelder,
 Assessoras da Seduc Márcia Garcia e Margarete Deos e
Assessora da 3ª CRE, Arilene Kirchheim
A atividade contou com a participação de professores, diretores e das Assessoras de Educação Especial da Secretaria de Educação do Rio Grande do Sul (Seduc), Márcia Garcia e Margarete Deos. 

O objetivo era compartilhar assuntos relacionados à Educação Especial, bem como afirmar e reconstruir ações pedagógicas que promovam o acesso e intervenções apropriadas para o desenvolvimento das potencialidades de cada sujeito envolvido neste contexto.

Dentro desse contexto, são utilizadas as Salas de Recurso, que oferecem atendimento educacional especializado, com foco no desenvolvimento de habilidades, seja nas oficinas de desenho, música, xadrez, matemática ou escrita.

Público apreciando trabalhos realizados na Sala de Recursos do Educandário
A Assessora Pedagógica da 3ª CRE Arilene Kirchheim realizou a abertura do evento, agradecendo a presença de todos. Depois foi a vez de alunos da escola relatarem suas experiências com o atendimento da Sala de Recursos. Para eles, o Projeto exerce papel essencial na vida dos alunos, já que aprimora talentos: "Através do desenho, expresso meus sentimentos. Pretendo seguir carreira na área", declarou Mariana Reinaldo, do 2º ano do Ensino Médio.


Coordenadora Adjunta da 3ª CRE, Greicy Weschenfelder, elogiou o trabalho da Salas de Recurso dos educandários: "Ajudar estudantes a distender habilidades é um nobre trabalho. Agradeço a todos, em nome da 3ª Coordenadoria Regional de Educação, por não se acomodarem diante das dificuldades, mas encarar novos desafios e estimular talentos".

As Assessoras Márcia Garcia e Margarete Deos deram sequência ao evento. "Na perspectiva inclusiva, a educação especial integra a proposta pedagógica da escola regular, promovendo o atendimento educacional especializado aos estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento ou altas habilidades/superdotação", explicou Márcia.

"O aluno portador de necessidades especiais enfrenta muitas dificuldades, mas é provido de habilidades a serem trabalhadas. Por isso, implementa-se atendimento diferenciado em nossas escolas", concluiu.


Texto e fotos: Bárbara Scheibler Delazeri

Nenhum comentário:

Postar um comentário