segunda-feira, 25 de abril de 2016

MEC DIVULGA INFORMAÇÕES SOBRE ENEM 2016

O Ministério da Educação (MEC) anunciou que o período de inscrições para o Enem 2016 será entre 9 e 20 de maio e ocorrerá exclusivamente pelo site. A aplicação das provas está prevista para os dias 5 e 6 de novembro.

No dia 5 de novembro, sábado, os estudantes farão as provas de ciências humanas e ciências da natureza. Já no dia 6, domingo, serão aplicadas provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática.

As taxas de inscrição são gratuitas para concluintes do Ensino Médio da rede pública ou para quem declarar carência. Para o público em geral, o valor é de R$ 68,00.

Uma das novidades deste ano é que o MEC lançará, em 30 de abril, um aplicativo gratuito para os sistemas iOS e Android, chamado "Hora do Enem", a fim de que os estudantes acompanhem os prazos, guardem informações sobre a inscrição e participem de simulados online.

Neste sábado, 30, ocorre o simulado online do Enem, um recurso oferecido pelo MEC aos 2,2 milhões de estudantes do último ano do ensino médio. O teste terá 80 itens, com a mesma metodologia de elaboração de questões do Enem. O conteúdo do primeiro provão será composto principalmente por assuntos estudados nas escolas até abril.

Além desse provão, estão previstos outros três simulados on-line. O segundo, em 25 de junho; o terceiro, em 13 de agosto e o último, nos dias 8 e 9 de outubro. A abrangência dos assuntos cobrados nos simulados seguintes avançará conforme o desenvolvimento dos aprendizados do ano letivo. Na prática, o último simulado corresponde a um exemplo de teste completo de como serão, de fato, as provas do Enem de 2016.

O Enem é o principal acesso para as universidades públicas brasileiras. Também serve de seleção para programas do governo como o Prouni, que oferece bolsas para instituições particulares e o Fies, que disponibiliza financiamento com juros baixos a alunos carentes. Em 2015, 7,7 milhões de pessoas se inscreveram no Enem. O MEC estima que o número deste ano seja semelhante.

Texto: Bárbara Scheibler Delazeri

Nenhum comentário:

Postar um comentário